Infraestruturas e industrias

As infraestruturas civis são os elementos públicos ou privados destinados ao transporte e comunicação entre núcleos de população, e à garantia de aprovisionamento básico dos habitantes, como são os caminhos rurais, estradas, vias férreas, portos e aeroportos, linhas telegráficas e telefónicas, linhas de transporte de energia, barragens e represas, canais, oleodutos e gasoduto, iluminação, linhas de abastecimento de água, gás, eletricidade e telefonia, redes de saneamento, etc. A indústria é o conjunto de processos e atividades que têm como finalidade transformar as matérias-primas em produtos elaborados, diferenciando-se entre indústria pesada (siderúrgica, metalúrgica, cimenteira, química, petroquímica e automobilística), e indústria ligeira (alimentação, têxtil, farmacêutica, agroindústria, etc.).

Os nossos serviços incluem a restauração e integração paisagística e ambiental de obras de infraestruturas lineares  (autoestradas, linhas de alta velocidade ou linhas elétricas), assim como a correção das afeções destas infraestruturas sobre o meio natural.

  • Minimização do efeito-barreira e melhoria da permeabilidade de infraestruturas.
  • Identificação de corredores ecológicos disponíveis e acondicionamento de passagens existentes.
  • Minimização de atropelamentos e afogamentos instalando dispositivos de escape e medidas dissuasoras.
  • Minimização dos ruídosinstalando barreiras acústicas naturais e artificiais.
  • Desenho depassagens de fauna e melhoria dos habitats de destino. Seguimento e avaliação do seu uso e eficácia.

Adequação ambiental das infraestruturas costeiras, como portos comerciais e desportivos, e controlo ambiental de dragagens e emissários submarinos aplicando as Recomendações ROM. Estudos de dinâmica costeira e litoral, assim como caracterizações completas da zona costeira. Minimização das afeções ambientais de aeroportos, incluída a ordenação do espaço, o controlo de ambiente sonoro, as emissões contaminantes, as colisões com avifauna, entre outros.

Correção das afeções da indústria extrativa, a extração mineira, a indústria siderurgia e do metal, centrais térmicas, indústria química e papeleira.

  • Planos derestauração e integração paisagística.
  • Controlo da qualidade atmosférica, das emissões, da contaminação acústica.
  • Controlo da qualidade de água em escorrências, derrames, efluentes e redes de drenagem.
  • Controlo da qualidade e integridade do solo, inclusive a remoção e preservação da cobertura natural.
  • Planos de adequação geomorfológica e prevenção de fenómenos erosivos.
  • Controlo ambiental de explosões.

Correção das afeções da agricultura, silvicultura, aquacultura e criação de gado. Estudos de recursos e relatórios ambientais de explorações para o desenvolvimento sustentável. Lixeiras, gestão e controlo de afeções, valorização e integração ambiental.