Energias renovávels

As energias renováveis, como a energia eólica, geotérmica, hidrelétrica, das marés, das ondas, solar, a biomassa e os biocombustíveis, utilizam recursos limpos e inesgotáveis, proporcionados pela natureza. Comparadas com fontes convencionais de energia (petróleo, carbono, gás natural ou nuclear) as chamadas energias verdes apresentam menor impacto uma vez que a sua utilização minimiza a emissão de gases (de estufa) que contaminam a atmosfera. No entanto, as energias renováveis também podem comportar importantes impactos ambientais.

Os nossos serviços incluem tanto a avaliação dos recursos energéticos potenciais como a assessoria técnica para a seleção de locais, de alternativas construtivas, ou de tecnologias de geração. Estamos especializados na adequação ambiental dos projetos técnicos e na correção dos efeitos negativos dos diferentes tipos de fontes de energia renovável.

  • Energia hidroelétrica. Planos de conetividade, restauração e integração paisagística das centrais hidráulicas e minihidráulicas. Minimização da perda de conetividade fluvial, efeito-barreira, controlo de fenómenos de erosão, colmatação e correção de impactos das barragens e conduções. Controlo de qualidade das águas, eutrofização, cálculos de caudal ecológico e caracterizações bionómicas (ictiofauna, zooplâncton, fitoplâncton, macroinvertebrados, etc), assim como a aplicação daDiretiva Marco da Água  (DMA). Estudos de afeções sobre os invertebrados aquáticos como os mexilhões-de-rio, e sobre os vertebrados ligados ao meio fluvial como a toupeira-de-água, o visão europeu, a lontra ou o salmão atlântico.
  • Energia eólica terrestre. Modelização deruído ambiental gerado pelos aerogeradores, estudos de risco de colisão para quirópteros e aves, instalação de dispositivos de dissuasão de colisões, soterramento de linhas de evacuação, restauração e integração paisagística.
  • Energia das marés, das ondas e energia eólica marina. Estudos de dinâmica litoral de ecossistemas marinhos,caracterizações bionómicas (ictiofauna, zooplâncton, fitoplâncton, macroalgas, cetáceos, aves marinhas, etc.) e controlo da qualidade de águas. Avaliação do equilíbrio ecológico e diagnóstico de efeitos ambientais e socioeconómicos.
  • Energia solar. Estudos de afeções visuais e microclimáticas à envolvente. Planos de integração paisagística.
  • Acompanhamento integral do procedimento de Avaliação Estratégica Ambiental (EEA) o procedimento deAvaliação de Impacto Ambiental  (EIA), elaborando Estudos de Impacto Ambiental (EsIA) e Planos de Vigilancia Ambiental  (PVA), planificando medidas preventivas, protetoras, minimizadoras, corretoras e compensatórias, e finalmente executando Seguimentos Ambientais (SA).
  • Correção dos efeitos negativos das unidades de biogás e biocombustíveis. Estudos do balanço de emissões, controlo de escorrências, emissões, resíduos, e outros fatores ambientais. Instalação de equipamentos de medição para o seguimento ambiental e para implantação de uma rede de alerta precoce de emissões e descargas acidentais.