Ordenação do Territorio e Paisagem

Ordenação do Território é um procedimento técnico-administrativo que se encontra influenciado por uma multitude de disciplinas científicas, como são a planificação, a ecologia, a economia, ou a geografia; e cujo principal objetivo é lograr uma ocupação racional do território mediante a aplicação de uma legislação vigente em matéria de usos e aproveitamentos do mesmo. A  Paisagem, como componente do meio ambiente, é um dos valores naturais de maior interesse por parte da sociedade, e é objeto de proteção por parte de numerosas leis e instituições nacionais e internacionais.

Os nossos serviços incluem o diagnóstico e gestão meio-ambiental do território ou Planificação Territorial, assim como a redação de Planos de Ordenação dos Recursos Naturais, a integração de acordo com a Lei do Solo, ou a elaboração de Diretrizes e Planos de Ordenação regionais e sub-regionais, entre muitos outros.

Estamos especializados em integrar na planificação territorial os valores naturais catalogados por distintas figuras de proteção, como são os espaços naturais protegidos, a Rede Natura 2000, ou os táxones e habitats enumerados na Lei 42/2007 do Património Natural e da Biodiversidade.

No que diz respeito a  Paisagem  realizam-se diversos trabalhos e estudos aplicados à gestão e ordenação do território, como são as análises da conetividade e estudos da fragmentação do habitat, estudos da qualidade visual da paisagem, avaliações de riscos e perturbações para a paisagem, entre outros. Todos estes estudos procuram compatibilizar, dentro do possível, as atividades humanas e a qualidade da paisagem.

Hoje em dia, a aplicação dos Sistemas de Informação Geográfica (SIG) torna possível aprofundar mais do que nunca a planificação do território e melhorar os estudos da paisagem. A possibilidade de integrar fontes de informação muito diversas concreta-se na simulação de uma multitude de cenários futuros, permitindo avaliar as alternativas previamente á toma de decisões.

  • Mapas de capacidade de suporte
  • Mapas de atuações, mapas de ocupações.
  • Mapas de riscos e perigosidade.
  • Mapas de recursos naturais e potencial económico.
  • Mapas de qualidade efragilidade paisagística.
  • Mapas de bacias visuais de infraestruturas.

Fornece-se assessoria na aplicação da Agenda 21 para o desenvolvimento sustentável e a ordenação do território, incluindo-se a elaboração de documentos, diagnóstico, planificação e seguimento das atuações. Orientação na Perspetiva Europeia da Ordenação Territorial, e a gestão de fundos estruturais no âmbito da Ordenação (INTERREG III, URBAN II, PRODER, LEADER+). Recomendações da Carta Europeia de Ordenação do Território e apoio em projetos de Custódia do Território.